menu

Nov 3, 2016

Resenha Anjo Mecânico.


Ano: 2010
Titulo Original: Clockwork angel: The infernal devices.
Autor: Cassandra Clare.
Páginas: 392.

Eu quis ler esse livro por causa da série Instrumentos Mortais, quando eu soube que se passavam no mesmo universo eu fiquei ansioso pra ler e também o fato de o livro se passar na época da Londres vitoriana, e eu adoro histórias desta época, eu acho que deve ter sido por causa que eu adoro a série Doctor Who. Na capa podemos ver Will Herondale trajando roupas típicas da época e arte da capa é realmente incrível.
Sinopse:

Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do Submundo.

A história gira em torno de Tessa, que descobre ser uma feiticeira com poderes únicos, e o Magistrado quer usar os seus poderes no seu plano para destruir os Caçadores de Sombras. Tessa é de longe o meu personagem favorito de toda saga dos Caçadores de Sombras, pra quem segue a série Shandowhunter da netflix ela foi citada algumas vezes e eu espero que possamos vê-la como um personagem recorrente. Voltando ao livro, a história é muito interessante e introduz um tipo diferente de criaturas, os Autônomos que são controlados pelo terrível Magistrado, é bem interessante ver como os Caçadores de Sombras lidam com esta nova ameaça. Temos também personagens que já conhecemos como Magnus Bane e ficamos sabendo um pouco mais de seu passado.

Observações pessoais:
Eu adorei o livro, a história de todos os personagens é muito bem feita e coerente, eu indico esse livro pra todos que curtiram os livros de Instrumentos mortais.